ARTES E MAGIA

Na arte e na Magia

(ShamRá)

 

Carpe Diem quer dizer "colha o dia".

Na arte e na magia

Colha o dia e traga a noite...Dia e noite...Colha!

Na arte e na magia

Noite enluarada..."É cheia, crescente, meia, é nova..."

Na arte e na magia

E o vento pelos ares, pelos mares,

Na arte e na magia

Que aromatize a vida,

Na arte e na magia

Tuas idas e vindas...

Na arte e na magia

Pincelar, dar cor, acordar...

Na arte e na magia!

w

                                                       

 

  O MAGO DA ARTE

 Sobre o Mago:

Pintor renanscentista, cientista e  magista/esotérico...

certamente o Grande Mago da Arte.

  

   

 

"De tempos em tempos, o Céu nos envia alguém que não é apenas humano, mas também divino, de modo que, através de seu espírito e da superioridade de sua inteligência, possamos atingir o Céu"  Visari ( século XVI).

"Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore."

Não fale do meu Coração pois ele é silencioso como as Tempestades

Não fale do meu Coração pois ele é lindo como o Arco-íris,

Verde como a Natureza, a Verdade e a Cura

Não fale do meu Coração pois é ruidoso como o Himalaia

Não fale do meu Sol Lilás

Não fale da minha Lua Vermelha

Não fale da minha Coluna Dourada

Fale do que sopra o Espírito

Quando entramos em Contato Telepático!

                                                 ShamRá

 

De Ana Beltrão para mim 

(Quando ressaltou essa sua poesia na dedicatória do livro de sua autoria  que adquiria)

“Mulher, 

Quero-te mineral

Do tempo

De minha memória

Nela sei que as

Energias

Ainda em si

Revoltosas,

Indefinidas, nada

Tinham de mulher

Ainda.

 

Houve tempo

E houve eras;

A metade da

Matéria

Se definiu em

Metade

 

Por isso,

 

Quero-te água

A matar nossa sede,

Quero-te fogo

A queimar as mentiras,

Quero-te terra

A aplacar a fome

De ser carícias,

Quero-te ar,

A incendiar de luz

O saber novo

Dos homens.” 

(Ana Beltrão,1988)

 

 

‎" Platão, quando não conseguia dar respostas racionais, inventava mitos. Ele contou que, antes de nascer, a alma contempla todas as coisas belas do universo. Essa experiência é tão forte que todas as infinitas formas de
beleza do Universo ficam eternamente gravadas em nós. 

Ao nascer, esquecemo-nos delas. Mas não as perdemos. A beleza fica em nós adormecida como um feto. Assim, todos nós estamos grávidos de beleza, beleza que quer nascer para o mundo qual uma criança. Quando a beleza nasce, reencontramo-nos com nós mesmos e experimentamos a alegria. 

Acrescento ao mito a minha contribuição: há seres privilegiados aos quais é dado acesso a esse mundo espiritual de beleza.
Eles vêem e ouvem aquilo que nós nem vemos nem ouvimos. 
Aí eles transformam o que viram e ouviram em objetos belos que os homens normais podem ver e ouvir.
É assim que nasce a Arte".
*Rubem Alves*


“No mundo, a coisa é determinada, na arte ela o deve ser mais ainda: subtraída a todo o acidente, libertada de toda a penumbra, arrebatada ao tempo e entregue ao espaço, ela se torna permanência, ela atinge a eternidade”. (...)"
*Rainer Maria Rilke*

“A arte é a contemplação: é o prazer do espírito que penetra a natureza e descobre que ela também tem uma alma. É a missão mais sublime do homem, pois é o exercício do pensamento que busca compreender o universo, e fazer com que os outros o compreendam". 
*Auguste Rodin*

*A imagem é pintura da madre espanhola Isabel Guerra, mais que realismo!*

(Texto na integra de Roseli Colaneri)