MAGIA E TERAPIA/MAGIA

 

Magia, Magia, Magia
(ShamRá)

Voltar  no tempo e encontrar  a magia
E  os magos  antigos...A arte dos antigos...Ser  antigo...   
Portais  se abrem
Saudamos os iniciados...
E  vemos a   alta magia com magias  cerimoniais
Os escolhidos passavam por experiências árduas 
Uma longa e exaustiva disciplina. Um extenso treinamento.
E a baixa magia às vezes cheirava a carnificina...
O que busca o mago e sua magia?
A imortalidade, a pedra filosofal...
Magias diversas magias
Alta e baixa magia, Alto e Baixo Egito,
As leis da magia são herméticas e práticas  passadas oralmente.
Envolvem o mental, o que  está em cima é igual ao que está embaixo,
A  diversidade das  vibrações -tudo vibra, a polaridade  e o ritmo,  
A causa e  o efeito e, o gênero.
Magia das cores, magia dos amores,                                                                 Magia sexual,  magia elemental ...
Os  Astros, o Sol  e a Lua...
Magia no som invocar,
Como Deusas/es  e Co-criadoras/es:
FIAT LUX !
E na forma soprar...
Os mistérios da vida ir desvendar
O auto-conhecimento sempre buscar
Sem essas intenções  não tem  grande magia não                               Transformar água em vinho, peixe em pão
Celebrar as estações,  a deusa e o deus saudar
Conhecer  a natureza ...diversos   mundos  explorar
Alquimia...Transmutar metal vil em ouro...lapidar
A grande Magia hoje tem
Novo paradigma também
O quantico  prá elucidar
Buracos negros, anti-matéria, partículas,
Supercordas, simplicidade e potencia,
Diversas dimensões, mundos paralelos,
Universo,  galáxias, vôo sideral.
Novo tempo, novo espaço, nova terra   
Novo olhar, novo nirvana alcançar,
Em  sintonia cósmica, sua magia exercitar, experenciar ,
Mistérios  envolvem  a magia e seus segredos
E como um véu de Ísis ou em brumas, o que está lá...
Desperta e vê...

Se magia quer  aprender

Vem...

   

 

O RETORNO DOS DRAGÕES

Marcelino Rodriguez



“O sol é amarelo ou dourado? Existem ou não os dragões? O sonho
acorda-me pela manha e embala-me. Vemos o mundo ou o interpretamos? Há
um lado de mim que quer pedir divórcio do real criado por imaginações
infames. Quero aproximar-me das crianças, beber da fonte da inocência.
Toda Biblia, desde o tempo que Adão comia amoras no paraíso, é um
apelo de Deus e do espírito divino para o arrependimento da malícia e
do falso conhecimento para a inocência original.
Assim gritaram Moisés, Elias , Davi, Jeremias e Jonas pelas montanhas
mais altas do mundo: ‘arrependam-se vossos pecados, lavai-vos com agua
pura’.
Esse é o primeiro princípio da grande obra. Arrepender-se. Purificar-se.
Deixar a arrogância da maça envenenada que traz o suor e o sangue. È
preciso abandonar o falso conhecimento, ir mais além do pensamento.
Viver no coração.
Viver no mundo das lendas.
Arrependido, seu corpo se tornará luminoso, seu olhar iluminado, seu
gesto santo. E anjos sussurrarão segredos de paz e harmonia. Depois é
preciso reaprender a olhar, a viver e a amar. Como as crianças, ver o
mundo todos os dias como da primeira vez que Adão viu os olhos no
Eden. E lá o sol era dourado. E havia os dragões. Perverso é o homem
que mata os sonhos. Se Papai Noel não existe, porque surge em todo
Natal? Delicioso paradoxo. Eu sempre recebo presentes de Deus: um
bem-te-vi na janela, uma frase solta no ar, uma imagem imortal, uma
metáfora solene. As pedras cantam Bach a capela em meu caminho, como
quando Jesus entrou em Jerusalém montado no burrinho. A conquista do

paraíso portanto é um trabalho digno da alma. A porta do amor sempre
esteve aberta. Por que fechaste? Por que endureces o coração? Veja o
homem, a mulher, a criança que vai ao seu lado. È um código de Deus
para ti. A quantos anos buscas as Igrejas e a Deus esqueceste? Deus
não cabe numa forma. O mundo é uma expansão de milagres. Toda letra
sem amor é morta; todo sem amor é vão. Não podes dar nada a ninguém,
somente devolver. O mundo, creia-me, é um tesouro que pisas com pés
distraídos.
Eu já vi um Buda esculpido na areia. Era vivo e eterno. Tens aquilo
que dás. Mais nada. Se negas, perde. O mundo é dadiva. Ponha a cabeça
no solo e sinta retornar a humildade. O perdão. A paz. Nada como um
coração puro, disse o Nazareno, enquanto caminhava no mundo.
Seres fabulosos esperam que abras seu coração a bondade. Não esperes
por amanha. A salvação é hoje.
Tudo está e já é.
Eu seria um homem incompleto sem meu dragão de estimação. E de uma vez
por todas, o sol não é amarelo, mas dourado. Espero Ter respondido a
pergunta de Hamlet.
Eu sou.
Como o vento, como o tempo, como os mitos. Frágil, forte, pleno de
escamas e asas.”

 

 

 "ASSIM COMO A  PLANTA PRODUZ FLORES, A PSIQUE

PRODUZ SÍMBOLOS" (JUNG)

 

Andei...

 

Andei em terras de meu rei

E o amor se fez

As cascatas, os montes e os lagos,

Planícies do viver

Me aconchego em você

Descanso para luta diária,

Energias que movem os obstáculos,

Lidas nos oráculos

E o meu rei e eu sem pátria

Filhos das estrelas somos

O universo tem meu verso

E em êxtase compõe

Uma nova vibração

Uma nova rotação

Das esferas

Em estranhamento adentramos

Portais de nova era

Pudera!

Ai quem me dera

As quimeras

E com a inclusão delas

As primaveras celebrar

Encontrar

Amar

Celebrar.

(ShamRá)